quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Kazuo Honma finalmente defende clube tradicional na Hungria

O atacante japonês de 31 anos, Kazuo Honma, finalmente vai defender um clube de maior expressão no futebol húngaro. Honma, que após o começo de carreira no Japão, defendeu um clube sérvio e depois apenas clubes húngaros na Europa (já está desde 2004 na Hungria), rodou em clubes de menor expressão no país de Puskas, mas na última semana, o jogador assinou com um dos clubes mais tradicionais da Hungria, o Ferencváros.

Honma finalmente defende um clube tradicional na Hungria (Foto: Nemzetisport)

Não foram divulgados os valores da negociação, e de acordo com jornais húngaros, o contrato de Honma vai até o final da próxima temporada. Finalmente um clube tradicional na carreira do jogador, que estava no Vasas SC, e antes, defendeu na Hungria: BFC Siófok, Nýiregyháza Spartacus, Diosgyóri, Lombard-Pápa e Tisza Volán, além do sérvio, FK Macva Sabac, e o Thespa Kusatsu, do Japão, no início da carreira.

O Ferencváros faz campanha mediana na Soproni Liga (Campeonato Húngaro), avançou às Oitavas de Final da Magyar Kupa e ainda está na disputa pela Copa da Liga Húngara.

Enfim, uma rodada diferente na J2

Ontem, a J2 finalmente teve uma rodada diferente. O F.C. Tokyo teve sua sequência de 9 jogos invicto interrompida de forma inesperada, com uma derrota para o Oita Trinita em casa. Menos mal que o time da capital segue na liderança da segunda divisão japonesa, muito perto do título e da volta à J-League. No entanto, o time vê o vice líder, Sagan Tosu, mais perto, agora 4 pontos atrás. O Sagan aumentou sua série invicta para 13 jogos ao derrotar o JEF, que já acumula 4 jogos sem vitórias na J2, e a cada rodada, fica mais distante da briga pelo acesso. A rodada também foi diferente porque teve mudança no G3 de acesso: O Consadole Sapporo venceu o confronto direto contra o Tokushima Vortis e roubou o lugar do Vortis no G3, assumindo a terceira posição. Outro destaque da rodada foi a vitória do tradicional Verdy Tokyo, que bateu o Tochigi SC fora de casa por 4x2. O Verdy, com 48 pontos, ainda tem chances remotas de acesso. Fato curioso também é que foi a rodada dos visitantes, pois apenas um mandante, o Sagan Tosu, venceu na rodada, nos outros jogos, 7 vitórias dos visitantes e 2 empates.

Confira agora, o que aconteceu de melhor na rodada da J2:

O F.C. Tokyo enfim, foi derrotado. O time da capital que lidera a J2, perdeu em casa, quem diria, para o Oita Trinita, que faz campanha de figuração no torneio, por 2x1, e de virada. Com um gol contra, o Glorioso abriu o placar aos 22 minutos da etapa inicial, mas o Oita foi buscar a virada, com gols de Shunsuke Maeda, aos 46 da primeira etapa, e Hirokazu Hasegawa, aos 49 da etapa derradeira, dando uma emocionante vitória aos visitantes. O curioso é que não foi um jogo ruim do F.C. Tokyo, e sim falta de sorte e pontaria. O time finalizou 18 vezes ao gol e dominou o adversário, chegando em determinados momentos do jogo, a ter 70% de posse de bola, no entanto, o tento não veio, e como diz o ditado: "Quem não faz, toma". Ao menos, o Glorioso segue na ponta da tabela, rumo ao título e volta à J-League. Já o simpático Oita Trinita, ocupa a 11ª posição.

Jogadores do Tosu comemoram mais uma vitória (Foto: Reuters)

Em confronto direto, o Sagan Tosu bateu com gol do artilheiro da J2, Yohei Toyoda, o JEF United Ichihara Chiba por 1x0, e se aproximou do F.C. Tokyo, estando agora, à 4 pontos do time da capital. A vitória fez o Tosu acumular seu 13º jogo invicto, com 10 vitórias e 3 empates, além de manter o time na vice liderança. Com o gol, Toyoda disparou na artilharia do campeoanto, com 16 tentos. Já pelo lado do JEF, as notícias pioram a cada rodada que passa. O time que ocupa a 5ª posição, está sem vencer à 4 jogos, e a cada rodada, fica mais distante da zona de acesso: Agora, o time está à 5 pontos do G3.

Em outro jogo de seis pontos, o Consadole Sapporo enfim voltou a vencer, e na melhor hora possível: O time bateu o Tokushima Vortis por 2x0 fora de casa, com gols de Yusuke Kondo e Yoshihiro Uchimura, e voltou para a zona de acesso à J-League. Com a bela vitória, o time de Sapporo assumiu a 3ª posição, com 56 pontos, e jogou o Vortis para o 4º lugar, com 55. Com F.C. Tokyo e Sagan Tosu mais a frente, e o JEF a cada rodada, ficando mais longe do páreo, a emocionante briga pela vaga que resta para o acesso à J-League, parece que vai ser entre Consadole e Tokushima.

Torcida do Consadole celebra volta ao G3 (Foto: WSC)

E para fechar o resumo da rodada, o tradicional Verdy Tokyo conseguiu uma bela vitória fora de casa e ainda sonha com o acesso. O Verdy bateu o Tochigi SC que chegou a liderar a J2, por 4x2, e agora está na 6ª posição, com 48 pontos, à 8 da zona de acesso. As chances são remotas, mas o time verde da capital ainda sonha com a volta à elite. Quem abriu o placar foi um velho conhecido da torcida japonesa: Seiichiro Maki, aos 4 minutos. Takuma Abe, vice artilheiro da competição, com 15 gols, duas vezes, e Takuro Kikuoka, completaram os 4 gols do Verdy, enquanto Sabiá, e a revelação, Kota Mizunuma, diminuíram para o Tochigi.






Resultados:

Ehime FC 0x1 Mito Hollyhock

Shonan Bellmare 0x1 Kyoto Sanga FC

FC Gifu 1x3 Giravanz Kitakyushu

F.C. Tokyo 1x2 Oita Trinita

Thespa Kusatsu 1x1 Yokohama FC

Tokushima Vortis 0x2 Consadole Sapporo

Sagan Tosu 1x0 JEF United Ichihara Chiba

Gainare Tottori 0x1 Roasso Kumamoto

Tochigi SC 2x4 Verdy Tokyo

Fagiano Okayama 1x1 Kataller Toyama



Classificação:

1-F.C. Tokyo................64 pts

2-Sagan Tosu..............60 pts

3-Consadole Sapporo...........56 pts

4-Tokushima Vortis...............55 pts

5-JEF United Ichihara Chiba..........51 pts

6-Verdy Tokyo.............48 pts

7-Giravanz Kitakyushu..............48 pts

8-Tochigi SC....................47 pts

9-Roasso Kumamoto................47 pts

10-Shonan Bellmare.....................45 pts

11-Oita Trinita......................44 pts

12-Kyoto Sanga FC...............43 pts

13-Thespa Kusatsu...................43 pts

14-Ehime FC........................38 pts

15-Fagiano Okayama..................36 pts

16-Mito Hollyhock...................35 pts

17-Kataller Toyama....................35 pts

18-Yokohama FC.......................32 pts

19-Gainare Tottori................31 pts

20-FC Gifu......................19 pts


Zona de acesso à J-League

Obs: Não há rebaixamento na J2



Artilharia:

16 Gols:

Yohei Toyoda - Sagan Tosu

15 Gols:

Takuma Abe - Verdy Tokyo

13 Gols:

Masaki Fukai - JEF United Ichihara Chiba

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Bomba: defensor do Yokohama F-Marinos, Takashi Amano, se aposenta!

Ontem, o defensor, Takashi Amano, anunciou aposentadoria do futebol após apenas sete anos de carreira profissional.

O grande motivo que levou Amano a se aposentar foi o seu casamento. O atleta comentou que gostaria de passar mais tempo com a família.

O lateral defendeu durante toda a sua curta carreira, o tricolor de Yokohama. Em 2004, jogou pelo Marinos em uma partida pela AFC Champions League. Já pela seleção japonesa, em 2002, atuou na Copa da Ásia Sub-17.

Matéria cedida pelo blog: http://www.gof-marinos.blogspot.com

Após 17 anos de carreira, Makoto Tanaka anuncia aposentadoria

Mais um jogador que fez história no Japão se aposentou. Hoje pela manhã, o zagueiro, Makoto Tanaka, anunciou sua aposentadoria após 17 anos de carreira profissional. O defensor ficará marcado para sempre não só na memória dos torcedores do Jubilo Iwata (clube que defendeu por 14 anos) e do Avispa Fukuoka, que defendia desde 2009, mas também, na de todos os fãs do futebol japonês, que viram o zagueiro ser importante pela seleção japonesa em algumas ocasiões, como no tri campeonato da Copa da Ásia em 2004. Os motivos que levaram Tanaka a decidir se aposentar foram a idade (já têm 36 anos) e o rebaixamento do Avispa para a J2.

Tanaka ficará marcado para sempre na memória dos torcedores japoneses, principalmente, os do Jubilo Iwata (Foto: Jubilo Iwata Official Site)

Em 17 anos de carreira, o zagueiro defendeu a Celeste de Iwata entre 1994 e 2008, ganhando a Super Copa da Ásia em 99 e três vezes a J-League, em 97, 99 e 2002, com aquele time mágico do Jubilo, que contava entre outros nomes, com Masashi "Gon" Nakayama e Hiroshi Nanami. Nessa mesma época, Tanaka ficou no time do ano da J-League (Best Eleven) em 98 e 2002. Após 14 anos de clube, Tanaka se mudou para o Avispa Fukuoka, onde ajudou o time em 2010, a fazer ótima campanha na J2 e subir para a J-League, que o clube disputou este ano, mas, infelizmente, o clube já foi rebaixado, e voltará a J2 na próxima temporada, o que foi um dos fatores que levou o defensor a se aposentar.

Pela seleção japonesa, Tanaka esteve presente no elenco que disputou as Olimpíadas de 96, onde o Japão venceu o Brasil por 1x0, e ainda fez parte do elenco tri campeão da Copa da Ásia, em 2004.

Ryo Miyaichi pode estrear como titular pelo Arsenal em dezembro

Hoje pela manhã, em entrevista coletiva, o técnico do Arsenal FC, Arsène Wenger, afirmou que pretende promover a estreia do jovem craque japonês, Ryo Miyaichi, como titular pelos Gunners em alguma partida no mês de dezembro, e ainda justificou que não vem escalando o prodígio por questões físicas.

Miyaichi vem trabalhando forte e deve ganhar chances no Arsenal em dezembro (Foto: Arsenal FC Official Site)

O técnico francês do clube londrino, mais uma vez, fez inúmeros elogios ao jovem nipônico, e afirmou que em dezembro, Miyaichi alcançará o nível físico e de força que o próprio Miyaichi, ele, e o lendário Departamento Médico do clube esperam. Com isso, Wenger afirmou que alcançando este nível, previsto para dezembro, o japonês faria sua estreia como titular pelos Gunners, e mais uma vez, rendeu elogios em relação à técnica do jogador. "É um jogador muito inteligente e técnico. Explosivo e habilidoso, muito rápido. Precisamos dele. Espero poder utilizá-lo já em dezembro", afirma.

Sobre ainda não ter utilizado o jovem talento muitas vezes na temporada, Wenger explicou que o motivo é o mesmo que o fará estrear como titular e ser mais utilizado a partir de dezembro: A condição física e a força. "Ele é muito talentoso, mas precisa de mais condição e força física. Estamos trabalhando nisso para que ele possa aguentar os 90 minutos e ser utilizado a partir de dezembro, pois precisamos dele", diz. O técnico ainda afirmou que Miyaichi já amadureceu muito desde que se juntou ao Arsenal. "Com o tempo, ele entendeu que é necessário além do seu talento ofensivo, também ajudar muito na defesa. Ganhou mais força e ainda mais velocidade, e entendeu como é o estilo e o ritmo de jogo na Inglaterra", conta.

Japoneses começam bem a semana de Copas Nacionais

A semana do futebol europeu está sendo dedicada em sua maioria, com exceção da Itália e Espanha, as disputas das Copas Nacionais e Copas da Liga, e ontem, os japoneses que entraram em campo obtiveram sucesso, com quase todos triunfando e avançando. Na Alemanha, Kagawa, Inui, Otsu e Hosogai comemoraram avanço na DFB Pokal, enquanto Makino chorou a eliminação do Colônia. Já na Inglaterra, Miyaichi que entrou no 2º tempo, comemorou o avanço do Arsenal na Carling Cup.

Confira agora, como foi o 1º dia dos japoneses na Europa durante a semana:

Kagawa comemorou classificação do Borussia Dortmund (Foto: Getty Images)

Em duelo de clubes tradicionais, o Borussia Dortmund de Shinji Kagawa, venceu o Dynamo Dresden, hoje na 2ª Liga, por 2x0, e avançou às Oitavas de Final da DFB Pokal. Kagawa que é o craque e titular absoluto do BVB, foi novamente titular, e atuou até os 27 minutos do segundo tempo, quando foi substituído. O craque teve uma boa atuação, se movimentando muito, criando boas chances e dando belos passes e dribles.

Com mais emoção, o Borussia Mönchengladbach de Yuki Otsu, precisou da disputa de pênaltis para vencer e eliminar o Heidenheim, da 3ª divisão. Após 0x0 no tempo normal e prorrogação, o Borussia, nos pênaltis, venceu por 4x3 e avançou às Oitavas da DFB Pokal. Otsu finalmente jogou, porém, o jovem talento que ainda busca seu espaço no time, começou no banco de reservas e entrou apenas com 1 minuto do 2º tempo da prorrogação. Sem muito tempo para mostrar seu futebol, Otsu não fez nenhuma grande jogada e também, não foi responsável por nenhuma cobrança na disputa de pênaltis.

Inui (D) comemora com seus companheiros o 2º gol do Bochum (Foto: VfL Bochum Official Site)

Takashi Inui também comemorou o avanço às Oitavas de Final da Copa da Alemanha. O seu time, o VfL Bochum, eliminou o Unterhaching, ao golear o adversário por 4x1. Inui que é o craque e titular absoluto dos azuis, foi novamente titular, e atuou até os 42 minutos do segundo tempo, quando foi substituído apenas para receber aplausos. O meio campista teve bela atuação, protagonizando belos dribles, dando belos passes e criando várias jogadas ofensivas.

Outro que comemorou o avanço de seu time foi Hajime Hosogai, que viu o FC Augsburg vencer o RB Leipzig por 1x0 e ir à próxima fase. No entanto, Hosogai não atuou, ficando apenas no banco de reservas, poupado, pois o Augsburg usou o time reserva.

Único japonês que viu seu time ser eliminado na 2ª fase da Copa da Alemanha, Tomoaki Makino ficou apenas no banco de reservas na derrota do 1. FC Köln para o Hoffenheim por 2x1, resultado que eliminou o Köln do torneio.

Miyaichi entrou bem na vitória dos Gunners (Foto: Divulgação)

Já na Inglaterra, Ryo Miyaichi entrou no 2º tempo, e ajudou na vitória do Arsenal FC por 2x1 de virada sobre o Bolton Wanderers, resultado que fez os Gunners avançarem às Quartas de Finais da Carling Cup. Miyaichi começou no banco, mas entrou aos 28 minutos do 2º tempo. O jovem craque teve uma boa atuação, criando boas jogadas, mostrando muita velocidade e habilidade.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Samurai a caminho da Vila?

Pois é, em meio as estratégias de marketing do Santos visando uma atração a mais por parte da torcida japonesa durante o Mundial Interclubes, o presidente Luis Álvaro Ribeiro (também conhecido como LAOR) pretende contar com um jogador japonês para o certame. E o que se sabe é que Luis Álvaro procura um jogador de 18 anos de idade.

"Nossa intenção é contratar um garoto lá para ser um Menino da Vila do Japão", afirmou LAOR em encontro com presidentes dos demais times grandes de São Paulo.

Luis Álvaro em busca de um Samurai (Foto: Esporte IG)

Será que realmente tem outro Samurai pintando no elenco do alvinegro praiano? Vale lembrar que houveram quatro (não cinco, como informa a matéria do Globoesporte.com) e são eles: Yasutoshi Miura (irmão de Kazu), Tomo Sugawara (volante, hoje no Verdy Tokyo), Masakiyo Maezono (famoso meia-atacante do extinto Yokohama Flügels, que também passou por Goiás, Shonan Bellmare, Verdy Kawasaki e futebol coreano) e claro, o próprio Kazu Miura.

E aí, alguém arrisca algum palpite?

J-League pega fogo nas rodadas finais

Com o término da J-League cada vez mais próximo (faltam apenas quatro rodadas para o fim do torneio), o Campeonato Japonês fica cada vez mais disputado, e a cada rodada, as brigas pelo título, vagas na Asian Champions League e rebaixamento ficam mais acirradas. Nesta rodada, a 30ª, que foi disputada neste fim de semana, o Kashiwa Reysol se manteve na liderança do torneio, seguido pelo Gamba Osaka e Nagoya Grampus, que estão à 2 e 3 pontos do time, respectivamente. Os três times venceram na rodada e estão na zona ACL, e na próxima rodada, caso vençam, e o Yokohama F-Marinos perca, garantem a vaga no torneio continental. Já na parte de baixo da tabela, o Avispa Fukuoka foi rebaixado com 4 rodadas de antecedência, ao perder por 3x1 para o Albirex Niigata, enquanto o Montedio Yamagata, que foi massacrado pelo Gamba Osaka por 5x0, está praticamente rebaixado, podendo cair já na próxima rodada. Na briga contra a última vaga restante, uma reviravolta: na estreia do técnico, Takafumi Hori, o Urawa Red Diamonds com grande exibição da equipe, principalmente suas jovens estrelas, venceu o clássico contra o Yokohama F-Marinos por 2x1, fora de casa, resultado que fez os Reds saírem da zona de rebaixamento, empurrando o Ventforet Kofu, que foi derrotado pelo Shimizu S-Pulse - que teve mágica atuação de todo o meio campo e ataque, com destaque para o "Tensai" Shinji Ono - por 3x0, de volta para a zona da degola. A vitória dos Reds ainda complicou o Tricolore, que agora, está à 7 pontos da zona ACL, e já na próxima rodada, caso perca, e Reysol, Gamba e Nagoya vençam, estará fora da briga pela vaga no torneio continental.

Confira agora, o que aconteceu de melhor na última rodada da J-League:

Ao lado de Kitajima, Jorge Wágner foi o destaque da vitória do Reysol, que segue na liderança (Foto: J-League Photos)

O Kashiwa Reysol se manteve na ponta da tabela ao bater o Sanfrecce Hiroshima, fora de casa, por 3x1. Com grandes atuações de Tadanari Lee e Koji Morisaki, o Sanf dominou a primeira etapa e criou as melhores chances, no entanto, o zero não saiu do placar. No 2º tempo, porém, logo aos 12 minutos, Tadanari Lee, em belo chute da intermediária, acertou o ângulo do goleiro, Takanori Sugeno, abrindo o placar a favor do time de Hiroshima. Mas o Reysol precisava da vitória, e correu atrás. Jorge Wágner que vinha sendo o melhor do time em campo, acertou um belo chute de primeira para empatar o jogo, e faltando apenas 8 minutos para o fim da partida, o mesmo Jorge Wágner cobrou falta com perfeição para Hideaki Kitajima, de cabeça, marcar e virar o jogo a favor do Kashiwa. E ainda deu tempo para mais, Kitajima, aos 43min, pegou rebote de cobrança de falta de Jorge Wágner, em falha do jovem e excelente goleiro, Shusaku Nishikawa, para fechar o placar em 3x1 e dar a vitória ao Reysol. Graças a grande atuação da dupla Jorge Wágner e Kitajima, o Kashiwa se manteve na ponta da J-League, com agora 62 pontos, 2 à mais que o vice líder Gamba Osaka, e 3 à mais que o Nagoya Grampus, 3º colocado. Em relação à zona ACL, o Reysol está praticamente garantido no torneio continental, pois está 10 pontos à frente do Yokohama F-Marinos, primeiro time fora da zona ACL, e se vencer um dos últimos quatro jogos restantes, se garantem no torneio. Já o Sanfrecce Hiroshima, deu adeus as chances de se classificar ao torneio continental, e agora, apenas cumpre tabela nas quatro rodadas finais.

Vice líder, apenas dois pontos atrás do Reysol, o Gamba Osaka fez sua parte ao golear o Montedio Yamagata por 5x0 e praticamente rebaixar o adversário. Agora, o Montedio precisa vencer todos os seus jogos e torcer para que o Urawa Red Diamonds perca todos, ou perca três e empate um, para não cair. Mesmo sem o craque, Yasuhito Endo, o Gamba não teve trabalho para mesmo fora de casa, chegar a goleada, com gols de Lee Keun Ho, Rafinha, Takahiro Futagawa, Hiroki Fujiharu e Shota Kawanishi. Na briga pelo título, o Gamba segue apenas dois pontos atrás do líder, Reysol, à 4 rodadas do fim. Já na briga pela vaga na ACL, o time de Osaka pode garantir a vaga na próxima rodada, se vencer seu jogo e o Yokohama F-Marinos perder ou empatar.

Tulio marcou o primeiro gol da vitória do Nagoya, que segue na luta pelo título (Foto: Nikkan Sports)

A zona de classificação à Asian Champions League e a briga pelo título é completada pelo Nagoya Grampus, que também venceu na rodada. O Nagoya, numa grande partida, com muita movimentação, gols e emoção, bateu o Omiya Ardija por 3x2, em jogo que contou com duas viradas. Logo no começo da partida, Jungo Fujimoto bateu falta com perfeição na cabeça do excelente zagueiro, Marcus Tulio Tanaka, que não desperdiçou, abrindo o placar para o Grampus. Após o gol, muitas chances foram criadas pelos dois lados, com direito a duas bolas na trave do Omiya, em finalizações de Rafael e Keigo Higashi, e uma do Nagoya, em cobrança de falta de Keiji Tamada, que ficou no travessão. No 2º tempo, o sul coreano, Lee Chun Soo, entrou em campo, e o Esquilinho teve mais força ofensiva, criando mais chances. E após muitas oportunidades desperdiçadas, o Omiya conseguiu em dois minutos, virar o placar, com gols de seus destaques que tinham acertado a trave na 1ª etapa: Keigo Higashi e Rafael. Após a virada, o NACK5, estádio do Ardija, virou um caldeirão, e o time ainda perdeu uma boa chance, com Higashi finalizando para bela defesa do experiente goleiro, Seigo Narazaki. Após o sufoco do Omiya, o técnico do Nagoya, Dragan "Pixy" Stojkovic, colocou em campo seus dois jovens e excelentes jogadores: Mu Kanazaki e Kensuke Nagai. Os dois jovens jogadores mudaram o ritmo do jogo, acelerando as jogadas do Nagoya, dando mais objetividade e agressividade ao ataque. E com maior poderio ofensivo, o Grampus chegou ao empate, com Kennedy ganhando disputa pelo alto e Tamada tabelando com Mu Kanazaki para marcar um belo gol. Um prêmio para Tamada, que teve bela atuação e ao lado de Fujimoto, Kensuke Nagai e Mu Kanazaki, foi o grande destaque do Grampus na partida. Sete minutos depois, Kennedy mais uma vez dava trabalho pelo alto, e o zagueiro Yuki Fukaya foi obrigado a cometer pênalti. O próprio Kennedy foi para a cobrança e converteu, mas o árbitro achando que o gigante australiano tinha usado a paradinha, mandou repetir. O atacante mudou o canto e acertou mais uma vez, desta vez, sem problemas. O Nagoya virava o placar, e o australiano se juntava a Havenaar, do Kofu, na artilharia da J-League, com 16 gols. O time conseguiu segurar a vantagem e merecidamente, venceu por 3x2, resultado que manteve o time na 3ª posição, na zona ACL e vivo na briga pelo título, apenas 3 pontos atrás do líder, Kashiwa Reysol, e 1 do vice líder, Gamba Osaka. Quanto à ACL, se vencer na próxima rodada, e o Marinos perder, o Grampus garante a vaga no torneio continental. Já o Omiya, continuou na 14ª posição, com 35 pontos, à apenas 5 da zona da degola, e ainda está ameaçado pelo rebaixamento.

Genki Haraguchi foi um dos grandes destaques da vitória dos jovens dos Reds (Foto: J-League Photos)

Tantas vezes já mencionado no resumo da rodada, o Yokohama F-Marinos complicou suas chances de conseguir a vaga na zona ACL ao perder em casa, o clássico para o Urawa Red Diamonds, por 2x1, de virada. O jogo mexeu em duas partes da tabela: Primeiro, na luta pela vaga na ACL, pois com a derrota, o Marinos precisa vencer e secar Reysol, Gamba e principalmente, o Nagoya, nas últimas 4 rodadas para conseguir a vaga. Segundo, na luta contra o rebaixamento, pois os Reds saíram da zona da degola, empurrando o Ventforet Kofu para a zona do desespero, e agora, à apenas 3 pontos do Omiya Ardija, envolveu o Esquilinho na luta contra o rebaixamento. A luta contra o descenso será tão emocionante quanto a luta pelo título, nas 4 rodadas restantes. Quanto ao jogo, que jogo! A partida foi muito boa e emocionante, e duas coisas ficaram nítidas: A importância dos jovens talentos dos Reds, e o "dedo" de Takafumi Hori, que assumiu o time no meio da semana, mas já modificou o estilo de jogo da equipe, colocou o jovem, Tsukasa Umesaki, para jogar, e trouxe mais união e espírito vencedor ao time. O Tricolore até saiu na frente, com Masashi Oguro, e ainda teve chance de ampliar, com cabeçada de Kazuma Watanabe que bateu na trave. Enquanto isso, os Reds tinham criado apenas uma grande chance, em jogada individual de seu grande jogador, a jovem estrela, Genki Haraguchi, que driblou dois adversários e finalizou, mas a bola explodiu na trave. O 1º tempo terminou em 1x0 a favor do Marinos, e quem esperava o jovem time do Urawa se desesperando na 2ª etapa, se enganou. Com classe, técnica, união e espírito vencedor, o jovem meio campo dos Reds, formado, com exceção do capitão, Keita Suzuki, por quatro jovens estrelas e promessas nipônicas: Yosuke Kashiwagi, Tsukasa Umesaki, Naoki Yamada e Genki Haraguchi, dominou o Tricolore desde o primeiro minuto do 2º tempo, e passou a sufocar o adversário. Com a pressão dos Reds, após boa jogada ofensiva, a defesa do Marinos errou, e Yuzo Kobayashi cometeu pênalti em Naoki Yamada. O jovem jogador foi responsável pela cobrança, mas parou em Iikura, no entanto, no rebote, outro jovem foi protagonista: Genki Haraguchi mandou a bola para o fundo das redes, empatando o jogo. Na comemoração, todos os atletas foram até o banco abraçar o técnico Hori, após muita festa. Mas o time de Saitama não estava satisfeito, e 11 minutos depois, mais um jovem do Urawa foi protagonista: Tsukasa Umesaki, que já tinha sido fundamental na vitória dos Reds nas Semifinais da Nabisco, fazendo um gol e participando do outro na vitória do time por 2x1 sobre o Gamba Osaka, e classificando o time à final do torneio, foi novamente importante, fazendo bela jogada e finalizando da intermediária, acertando um belo chute, sem chances para Iikura, virando o jogo para 2x1 a favor do Urawa e dando a vitória aos Reds, para nova festa de todos os jogadores do time e de Hori. Ao final da partida, mais uma festa dos jogadores com Hori, mostrando a união do time, que agora, volta a depender apenas de si mesmo para evitar o que seria o injusto rebaixamento do clube, visto a grande quantidade de jovens estrelas e promessas japonesas que estão no time. Agora, o Urawa concentra o foco na final da Yamazaki Nabisco Cup, nesse sábado, contra o Kashima Antlers. Já o Marinos, vive o drama de ficar em 2012, mais uma vez disputando apenas torneios domésticos, visto que o time viu suas chances de classificação à Liga dos Campeões da Ásia diminuírem.

Ono teve atuação mágica na espetacular vitória dos Magpies (Foto: J-League Photos)

Quem herdou a vaga dos Reds na zona da degola foi o Ventforet Kofu, que voltou para a zona do desespero após ficar uma rodada fora. O Kofu foi vítima do Shimizu S-Pulse, que embora inconstante, tem um belo time, e para azar do Ventforet, estava num dia inspirado e venceu por 3x0, sendo que poderia ter sido mais. Os Magpies abriram o placar aos 36 minutos da 1ª etapa, com belo gol de Toshiyuki Takagi, jovem jogador que vem crescendo nas últimas rodadas e pode ser mais um jovem da bela e talentosa geração japonesa que vem se incorporando a seleção principal. Vale lembrar que Toshiyuki, têm 20 anos, e é irmão de Yoshiaki Takagi, outro jovem, de apenas 18 anos, que joga no FC Utrecht da Holanda, e é um talento confirmado que em breve, deverá estar fazendo sucesso pelos Samurais Blues. Dois minutos após o gol, a mágica: Takagi fez bela jogada pela esquerda e cruzou, depois de muita confusão na área, Shinji Ono em jogada sensacional, levantou a bola e deu uma assistência de bicicleta para Naohiro Takahara marcar, pena que o gol foi anulado por impedimento. Três minutos depois, Takahara recebeu lançamento, dominou bonito no peito e chutou, mas a bola foi para fora. Mas aos 46 minutos, não teve jeito, e Ono provou mais uma vez, ser um gênio, acertando um belo chute de fora da área e marcando um golaço, ampliando a vantagem do Shimizu, que dominava totalmente o Kofu, para 2x0. No 2º tempo, as belas atuações do "Tensai" Ono e do trio ofensivo formado por Takahara, Genki Omae e Takagi continuaram, e agora, aliadas a uma boa atuação de Ljungberg, que entrara na segunda etapa. No entanto, os Magpies perdiam muitas chances. Mas ainda deu tempo para mais uma mágica: Ljungberg fez excepcional jogada pela direita, driblando 3 jogadores e tabelando com Omae, o jovem talento deixou para Ono, que em passe mágico, deixou o jovem na cara do gol para marcar e fechar o placar em 3x0. Um belo gol de Omae, após passe mágico de Ono e jogada espetacular de Ljungberg. O lindo gol e magnífica jogada, daquelas que dão prazer e justificam o amor pelo futebol, fecharam com chave de ouro a bela vitória do Shimizu, que se jogasse sempre no nível desta partida, estaria facilmente brigando pelo título, porém, como não é o caso, o time continua apenas figurando na J-League, esperando pelo término do torneio. Já o Kofu, agora na zona da degola, desespera-se, pois precisa vencer e secar os Reds para sair da zona do desespero.

Jogadores do Avispa choram o rebaixamento (Foto: Sankei)

E quem completa a zona da degola, juntando-se ao Montedio e Ventforet, é o Avispa Fukuoka, que foi derrotado por 3x1 pelo Albirex Niigata e matematicamente rebaixado à J2. Isao Homma e Cho Young Cheol duas vezes, abriram 3x0 para o Albirex, enquanto Yutaka Takahashi, nos minutos finais, diminuiu para o time de Fukuoka. Mas de nada adiantou, e o Avispa foi o primeiro rebaixado da J-League 2011. Os dois times agora, apenas cumprem tabela até o fim do torneio. O Albirex, com chances remotas de rebaixamento, precisa apenas de um empate para se garantir na elite no ano que vem, enquanto o Avispa, já rebaixado, não tem mais o que fazer na J-League.

E para fechar os destaques da rodada, o Cerezo Osaka mostrou que é realmente dependente de Hiroshi Kiyotake. Como você já tinha lido anteriormente em matéria especial aqui no Futebol Nippon, o meia voltaria aos gramados após quase um mês fora por lesão, na partida desta rodada contra o Jubilo Iwata, e não foi diferente. O meia voltou, e o Cerezo que vinha de duas derrotas com péssimas atuações na J-League, além de uma eliminação vexatória na Nabisco Cup, venceu e convenceu, goleando a Celeste de Iwata por 4x0, com grande atuação justamente de Kiyotake, que deu outra vida e estilo ao time. Ogihara duas vezes, Shu Kurata e Ryuji Bando marcaram os gols do Cerezo, que com a vitória, eliminou as remotas chances de rebaixamento, e agora, vai apenas cumprir tabela na J-League. O Jubilo, que precisa só de um empate para se garantir na elite e eliminar as remotas chances de descenso, também cumpre tabela até o fim do torneio.



Resultados:

Vegalta Sendai 0x0 Kawasaki Frontale

Montedio Yamagata 0x5 Gamba Osaka

Yokohama F-Marinos 1x2 Urawa Red Diamonds

Sanfrecce Hiroshima 1x3 Kashiwa Reysol

Omiya Ardija 2x3 Nagoya Grampus

Kashima Antlers 1x1 Vissel Kobe

Shimizu S-Pulse 3x0 Ventforet Kofu

Jubilo Iwata 0x4 Cerezo Osaka

Albirex Niigata 3x1 Avispa Fukuoka



Classificação:

1-Kashiwa Reysol.............62 pts

2-Gamba Osaka...............60 pts

3-Nagoya Grampus..............59 pts

4-Yokohama F-Marinos.........52 pts

5-Vegalta Sendai.................51 pts

6-Kashima Antlers..............45 pts

7-Shimizu S-Pulse..............44 pts

8-Sanfrecce Hiroshima............43 pts

9-Cerezo Osaka.......................39 pts

10-Jubilo Iwata....................38 pts

11-Albirex Niigata..................38 pts

12-Kawasaki Frontale.............38 pts

13-Vissel Kobe.................37 pts

14-Omiya Ardija............35 pts

15-Urawa Red Diamonds.......32 pts

16-Ventforet Kofu..............30 pts

17-Montedio Yamagata......21 pts

18-Avispa Fukuoka.............18 pts


Zona de classificação à Asian Champions League

Zona de rebaixamento

Rebaixado



Artilharia:

16 Gols:

Mike Havenaar - Ventforet Kofu

Joshua Kennedy - Nagoya Grampus

14 Gols:

Tadanari Lee - Sanfrecce Hiroshima

F.C. Tokyo empata, mas segue líder e rumo ao título, mudanças no G3 de acesso da J2

A 32ª rodada da J2, a segunda divisão japonesa, disputada neste fim de semana, foi finalmente, diferente das últimas. O líder e virtual campeão, e dono de uma das três vagas da zona de acesso, F.C. Tokyo, não venceu, ficando apenas no empate de 0x0 fora de casa contra o Sagan Tosu, mas segue invicto, agora há 9 rodadas, com 7 vitórias e 2 empates. Além disso, o time da capital seguiu na liderança da J2, com agora 64 pontos, ainda 7 pontos à frente do vice líder, que é o próprio Sagan Tosu, que curiosamente, também está numa série invicta, esta, de 12 jogos, com 9 vitórias e 3 empates. E para fechar o G3 de acesso, a novidade: o Consadole Sapporo foi derrotado fora de casa pelo Gainare Tottori por 1x0. Foi a terceira derrota seguida do Sapporo, que saiu do G3, e agora ocupa a 4ª posição. Quem herdou a vaga do Consadole na zona de acesso foi o Tokushima Vortis, que goleou o Yokohama FC em casa por 4x1. Fechando o quinteto que luta pelo acesso, o JEF United Ichihara Chiba mais uma vez escorregou, e assim como o Sapporo, está há 3 jogos sem vitória, mas com 2 derrotas e 1 empate. Desta vez, o JEF ficou no 0x0 com o Tochigi SC, fora de casa. Outro destaque da rodada foi a super goleada do tradicional Shonan Bellmare sobre o FC Gifu, por 7x1.

Confira agora, o que aconteceu de melhor na última rodada da J2:

Ishikawa não conseguiu dar a vitória ao F.C. Tokyo, mas time da capital segue líder (Foto: Reuters)

No duelo entre invictos, e vice líder contra líder, empate por 0x0 e um bom jogo entre Sagan Tosu e F.C. Tokyo. As duas equipes visaram o gol e criaram oportunidades para isso, porém, as boas atuações de Naotake Hanyu e Sotan Tanabe, pelo F.C. Tokyo; e Kei Ikeda e Yohei Toyoda, pelo Tosu; não foram melhores que as de Taku Akahoshi e Shuichi Gonda, goleiros do Sagan e do time da capital, respectivamente, que tiveram grandes atuações e não deixaram passar nada. Com o empate, o Glorioso manteve série invicta de 9 jogos na J2, com 7 vitórias e 2 empates, enquanto o Sagan também manteve série invicta no torneio, mas esta, de 12 jogos, com 9 vitórias e 3 empates. O F.C. Tokyo segue líder isolado, com 64 pontos, cada vez mais próximo do título e do retorno à J-League, enquanto o Sagan Tosu segue na 2ª posição, 7 pontos atrás do Glorioso, e também ficando mais próximo do acesso.

E o Consadole Sapporo vacilou mais uma vez. Sofrendo a 3ª derrota seguida, o time perdeu fora de casa para o fraco Gainare Tottori, que é apenas o 18º colocado, por 1x0. O Gainare dominou o jogo, criando inúmeras chances e bombardeando a meta do Consadole, que fez péssima partida. E a pressão surtiu efeito aos 33 minutos do segundo tempo, quando Hamed marcou o gol da vitória do Tottori. Com a derrota, o Sapporo saiu do G3 de acesso, caindo para a quarta posição, com 53 pontos, estando à 2 pontos do novo terceiro colocado e membro da zona de acesso, que é o Tokushima Vortis.

Torcida do Tokushima Vortis fez a festa com a goleada e volta do time ao G3 de acesso (Foto: WSC)

Tokushima Vortis que goleou o Yokohama FC, da lenda Kazu Miura, por 4x1, mudou o G3, e com 55 pontos, está na zona de acesso, e mais do que nunca, sonha com a vaga na J-League. A goleada no entanto, foi sofrida. Kaio, aos 10 minutos da 1ª etapa, abriu o placar, mas para o Yokohama. No entanto, no 2º tempo, o Vortis construiu a goleada, virando o jogo para 4x1, com dois gols de Elizeu, e mais um de Kazuki Kuranuki e outro de Akihiro Sato. O time de Kazu, que foi titular e atuou até os 12 do segundo tempo, é apenas o 19º colocado.

Fechando a briga pelo acesso, o JEF United Ichihara Chiba perdeu mais uma chance de ficar ainda mais perto do G3. O time em um jogo bem ruim, ficou apenas no 0x0 com o Tochigi SC, viu a zona de acesso ficar à 4 pontos de distância e continuou na quinta posição. Foi o 3º jogo sem vitória do time, que soma 2 derrotas e 1 empate nos últimos três jogos. Já o Tochigi, é o sexto colocado.

E para terminar o resumo da rodada, o último destaque. O Shonan Bellmare com grande atuação de Yutaka Tahara, que marcou três gols, goleou o lanterna FC Gifu por 7x1, e embora as chances sejam remotas, voltou a sonhar com o acesso à J-League. Com um hat-trick de Tahara, e gols de Koji Sakamoto, Adiel, Daisuke Kikuchi e Lucas, o tradicional time de Hiratsuka abriu 7x0, e aos 47min do 2º tempo, Yuki Oshitani marcou o gol de honra do Gifu. Com a goleada, o Bellmare subiu para o 8º lugar, com 45 pontos, e está à 10 pontos da zona de acesso, faltando 7 rodadas. A chance de acesso é remota, mas ainda existe, e o clube que revelou o gênio, Hidetoshi Nakata, ao mundo, pode voltar a sonhar com a J-League.



Resultados:

Shonan Bellmare 7x1 FC Gifu

Verdy Tokyo 1x2 Kataller Toyama

Gainare Tottori 1x0 Consadole Sapporo

Fagiano Okayama 1x1 Ehime FC

Oita Trinita 1x3 Kyoto Sanga F.C.

Tochigi SC 0x0 JEF United Ichihara Chiba

Thespa Kusatsu 2x2 Giravanz Kitakyushu

Sagan Tosu 0x0 F.C. Tokyo

Roasso Kumamoto 2x1 Mito Hollyhock

Tokushima Vortis 4x1 Yokohama FC



Classificação:

Obs:

Os três primeiros garantem acesso à J-League

Não há rebaixamento na J2



Artilharia:

15 Gols:

Yohei Toyoda - Sagan Tosu

13 Gols:

Masaki Fukai - JEF United Ichihara Chiba

Takuma Abe - Verdy Tokyo

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Usami gera novas discussões no Bayern de Munique

O jovem talento de 19 anos, Takashi Usami, meia armador ofensivo do tradicional Bayern de Munique, criou nova polêmica no clube bávaro hoje pela manhã. Para quem não se lembra, o meia já havia gerado discussão ao reclamar publicamente do técnico do time, Heynckes, na vitória do Bayern sobre o Wolfsburg por 1x0, na segunda rodada da Bundesliga. Na ocasião, Usami entrou no 2º tempo, mas foi substituído antes do fim da partida, para que o Bayern conseguisse segurar a vantagem mínima (em seu lugar entrou um defensor). Chateado, Usami reclamou publicamente do treinador, e hoje, repetiu o feito, mas direcionando as reclamações para o clube numa forma geral. O meio campista não está gostando de ser pouco aproveitado, ficando sempre no banco e jogando apenas pelo time B, e afirmou que merece ter oportunidades e que deseja jogar onde seja aproveitado. Usami ainda reclamou por não estar sendo liberado para a seleção sub-22, sendo que não vem jogando pelo Bayern. A declaração do meia causou uma reunião no Bayern e polêmica e discussões.

Usami não está feliz no Bayern (Foto: Reuters)

Após a declaração do jogador, foi realizada uma reunião no Bayern, e várias especulações passaram a ser criadas. Entre elas, um possível empréstimo de Usami ao Nürnberg ou também, ao VfL Wolfsburg, clube que já conta com um japonês, o capitão da seleção de seu país, Makoto Hasebe. Ainda foi especulada uma possível volta de Usami ao Gamba Osaka, fato que o meia não deseja, afinal, mesmo estando emprestado pelo time japonês ao clube bávaro, ele deseja ser contratado em definitivo e continuar na Europa.

O Bayern afirmou que não libera Usami para a seleção olímpica japonesa por não ter essa obrigação e por acordo feito com a JFA (Associação Japonesa de Futebol), a diretoria bávara, também afirmou que também não libera o jogador por medo de que ele sofra uma contusão, e que com isso, o clube perca uma peça e fique pagando tratamento e salário sem utilizar o atleta, e isso sendo que ele se contundiu sem ser pelo clube. Em nota, o clube também afirmou que pretende contar com o jogador e utilizá-lo, que ele não foi contratado atoa e que é um jovem talento e promessa. Ainda assim, Usami nada feliz, não mostra muita vontade em continuar no Bayern, e gostaria de ser emprestado ou negociado, além de ser liberado para defender a seleção olímpica de seu país.

É mais uma polêmica e várias discussões geradas pelo grande e jovem talento, mas também polêmico, Takashi Usami.

Uchida está recuperado!

Uchida já está recuperado e pronto para jogar (Foto: Goal.com)

Após quase um mês longe dos gramados por lesão, o lateral direito do FC Schalke 04 e da seleção japonesa, Atsuto Uchida, está recuperado e pronto para jogar. O jogador já voltou aos treinamentos e pode ser presença no jogo do Schalke contra o Bayer Leverküssen pela Bundesliga, no domingo. É mais uma boa notícia para treinadores, neste caso, de Hubb Stevens, técnico dos azuis reais, que pensa em levar Uchida pelo menos no banco de reservas, no domingo, e de Alberto Zaccheroni, da seleção japonesa, que já poderá contar com o jogador nos próximos compromissos do Japão pelas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo FIFA 2014, contra Tadjiquistão e Coreia do Norte, nos dias 11 e 15 de novembro, respectivamente.

Retorno de Honda está próximo

Após uma contusão que inicialmente deixaria o meio campista japonês do PFC CSKA Moscow, o craque, Keisuke Honda, de fora dos gramados até o próximo ano, o retorno do meia foi antecipado, e Honda, já recuperado da lesão, pode voltar em breve. A notícia deixou felizes seus treinadores, Leonid Slutski, do CSKA, e Alberto Zaccheroni, da seleção japonesa, que poderão contar em breve com o atleta que já voltou a treinar normalmente por seu clube.

Confira abaixo, fotos da volta de Honda aos treinamentos:






































Crédito de todas as fotos: PFC CSKA Moscow Official Site

Japão enfrentará Coreia do Norte em Pyongyang

Foi decidido nesta tarde de sexta-feira (manhã no Brasil) que o compromisso do Japão diante da Coreia do Norte, em jogo válido pela quinta rodada da terceira fase das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2014, será na capital da Coreia, em Pyongyang.

O presidente da JFA, a Associação Japonesa de Futebol, Junji Ogura, comentou que não há problema algum com a partida ser disputada lá. Os laços diplomáticos entre os países estão estáveis e o jogo até serve de incentivo para uma aproximação ainda maior entre as nações, já que vivem muitos norte-coreanos no Japão.

O último confronto entre as equipes foi na cidade de Saitama, pela primeira rodada da edição atual das Eliminatórias, e o Japão venceu com um gol do zagueiro Maya Yoshida no minuto final do duelo (Foto: Sanspo)

Lembrando que na última vez em que os norte coreanos foram mandantes em jogos pelas Eliminatórias contra os japoneses, a partida foi jogada em Pequim, capital chinesa.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Gaku Shibasaki quer vingança

O jovem meio campista do Kashima Antlers e da seleção sub-22 japonesa, Gaku Shibasaki, 19 anos, está na semana de treinamentos e jogos amistosos contra times de divisões inferiores pela seleção sub-22, e hoje, em entrevista coletiva, afirmou que está muito feliz com a oportunidade na seleção, e que deseja se classificar para as Olimpíadas de Londres em 2012, para poder se vingar de adversários do Mundial Sub-17 que disputou em 2009.

Shibasaki não esqueceu as derrotas no último Mundial Sub-17, e quer vingança (Foto: Jamie McDonald - FIFA/FIFA)

Shibasaki que foi o camisa 10, e ao lado de Takashi Usami, hoje no Bayern de Munique; Yoshiaki Takagi, hoje no FC Utrecht, da Holanda; e Ryo Miyaichi, hoje no Arsenal, o grande destaque daquela seleção, não esqueceu até hoje da eliminação precoce no torneio. Segundo Shibasaki e inúmeros especialistas, aquela seleção é das melhores sub-17 que o Japão já produziu, pois todos os seus jogadores fazem sucesso atualmente, três deles (os já citados anteriormente) estão na Europa, os jogadores são talentosos e a seleção tinha condições de na época, ter feito um torneio melhor. Mas mesmo com uma excelente seleção e grandes talentos, comprovados atualmente, o Japão saiu daquele campeonato com 3 derrotas, para Brasil, Suíça (que foi a campeã), e até para o México, num jogo em que desanimado, o Japão atuou muito mal.

O meia disse que o time poderia ter ido muito mais longe e que embora tenha sido doloroso, foi uma boa experiência. Shibasaki ainda afirmou que no 4x3 contra o Brasil, a derrota veio apenas por imaturidade, e que o Japão teve chances para matar o jogo, mas não conseguiu. O meia terminou a entrevista dizendo que quer a classificação para Londres 2012, e que lá, quer se vingar dos adversários do Mundial Sub-17 de 2009. "Quero jogar contra Brasil, Suíça e México. Quero a vingança", afirmou com tom profissional e bom humor, o jogador.

Nishikawa e o grande sonho: Disputar a ACL 2012

Hoje, em entrevista ao J'S Goal, o goleiro da seleção japonesa e do Sanfrecce Hiroshima, Shusaku Nishikawa, revelou que seu grande sonho é classificar a equipe de Hiroshima à Asian Champions League 2012.

"Acredito que o Sanfrecce têm chances reais de ir ao torneio, estamos bem esse ano e contamos com boas atuações de Tadanari Lee, Hisato Sato e todos os jogadores. O problema foi ter perdido os dois jogos para o Cerezo Osaka no turno e returno, jogos que inclusive eu falhei, e isso me marcou na temporada, principalmente em Osaka, depois de estarmos vencendo por 3x0. Outro jogo que me marcou muito foi a derrota para o Yokohama F-Marinos, em que eu tomei um gol inacreditável, numa falha terrível e prejudiquei meu time, mas também me serve de motivação para continuar lutando. A maior decepção da minha vida foi ter sido eliminado precocemente na ACL de 2010, mas em 2012, faremos diferente”, comentou o arqueiro.

Nishikawa quer muito jogar a ACL em 2012 e garante que o time tem potencial para isso (Foto: J'S Goal)

Sobre o líder, Kashiwa Reysol, que a equipe enfrentará nesse fim de semana, Nishikawa fez uma grande análise e mostrou conhecer o adversário. "Eles têm um ótimo jogo ofensivo com Jorge Wágner, Leandro Domingues, Hideaki Kitajima (lesionado no momento) e o novo talento japonês, Junya Tanaka, além do Sugeno, que é um excelente goleiro", disse o jogador. "É muito difícil vencê-los não só pelo futebol bem jogado, mas também pela força física, eles praticam um futebol mais de pegada", completou.

Nishikawa ainda fez elogios ao atacante Junya Tanaka e disse que ele dará trabalho. "Particularmente, o Junya me chama muito a atenção, é um adversário difícil e imprevisível, realmente é muito talentoso, tem um chute forte e preciso, é difícil para nós goleiros. Ele será um excelente jogador futuramente para a seleção japonesa”, afirmou Nishikawa.

O goleiro comentou que o mais importante é vencer todos os jogos restantes em casa e arrancar o máximo de pontos possíveis fora, depois é correr para o abraço caso o time vá mesmo ao torneio continental.

Takafumi Hori é o novo treinador do Urawa Reds e garante: Não iremos cair!

Após uma sequência desastrosa de oito jogos sem vencer e entrar na zona de rebaixamento da J-League à 5 rodadas do fim do campeonato, a moral do treinador montenegrino do Urawa Red Diamonds, Željko Petrović, acabou e ele foi demitido. No lugar do europeu a equipe acabou optando por um técnico da casa, Takafumi Hori, para ser o técnico dos Reds neste fim da J-League e Emperor Cup, além é claro, da final da Copa Nabisco. O anúncio de Hori foi feito pela diretoria dos Reds nesta manhã.

Apesar de nunca ter treinado times profissionais da J1, Hori é um velho conhecido da equipe de Saitama, além de ter jogado pelo time nos anos 90, Takafumi já treinava as divisões de base do Urawa há um certo tempo.

Será que Hori consegue salvar os Reds? (Foto: Yahoo Sports Japan)

Em entrevista para a Yahoo Sports Japan, Takafumi Hori comentou um pouco sobre o espírito da equipe e a vontade do time. “Eu fiquei impressionado, já no primeiro dia senti a força de vontade, esperança e o espírito de guerreiro do time, logo de cara já afirmo que não iremos cair”, contou Hori.

Hori comentou também que não se sente pressionado perante a situação e que a confiança de um bom trabalho está acima de tudo, mesmo que sua estreia oficial no clube seja diante do poderoso Yokohama F-Marinos.

Sobre a Yamazaki Nabisco Cup, cuja final será no dia 29 de outubro, ele afirmou que quer vencer, mas que o mais importante, é não ser rebaixado na J-League. “Se ganharmos ficaremos felizes, somos um clube grande e acostumado com títulos, seria mais um para nossa história, mas a prioridade é realmente a J1, vamos priorizar nossa missão principal”, afirmou o treinador.

Sobre convocar jogadores da base para o time principal, Takafumi deixou bem claro: “ Se for preciso, eu chamarei sim”, finalizou.

Hiroshi Kiyotake deve voltar aos gramados em breve

O meio campista do Cerezo Osaka e das seleções sub-22 e principal japonesa, Hiroshi Kiyotake, 21 anos, está há quase um mês sem jogar devido a uma lesão, no entanto, segundo o site oficial do Cerezo Osaka, o meio campista já deve ter condições de jogo se não neste fim de semana, no próximo. A informação foi divulgada pelo clube hoje pela manhã, e é uma excelente notícia para seus treinadores: Levir Culpi, no Cerezo Osaka; Takashi Sekizuka, na sub-22; e Alberto Zaccheroni, na seleção principal nipônica. Dos três treinadores, Levir e Sekizuka são os mais contentes, afinal, Kiyotake é titular absoluto e peça fundamental para os dois técnicos.

Após ausência de quase um mês, Kiyotake está perto de voltar aos gramados (Foto: Toshifumi Kitamura/AFP/Getty Images)

Segundo o site oficial do Cerezo, o meio campista já realiza atividades de recuperação física e muscular, já vai participar de jogos-treino e sua condição melhora a cada dia. O Departamento Médico do clube, em nota, ainda afirmou que o jovem talento deve estar 100% em breve. "Amanhã ele deve participar de um jogo-treino, sua melhora está acontecendo na medida certa e ele não tem mais problemas. Logo terá 100% de condições de jogo". divulgou o DM.

Uma excelente notícia não só para seus treinadores, mas também, para os torcedores da seleção japonesa e, principalmente, do Cerezo Osaka, visto que sem Kiyotake, o time tem sofrido e feito péssimas partidas.

Takahito Soma pode desfalcar Vissel Kobe na reta final da temporada

Na fase final e mais decisiva da temporada, o experiente lateral esquerdo, Takahito Soma, 29 anos, pode desfalcar o Vissel Kobe devido a lesão. O jogador contundiu o adutor da coxa direita no empate de 1x1 contra o Shimizu S-Pulse, no último fim de semana, pela 29ª rodada da J-League.

Soma pode desfalcar Vissel na reta final da temporada (Foto: Kicker)

No entanto, embora seja titular e peça importantíssima no time, Soma não trará muitos problemas com sua ausência, afinal, o Vissel já não briga por título, vaga na ACL, nem mesmo contra o rebaixamento, o clube apenas cumpre tabela esperando o fim do campeonato. Porém, Soma pretende jogar a reta final da temporada no sacrifício se for possível, pois acha que o time deve terminar o torneio da melhor forma possível e porque não, sonhar com o título da Emperor.

O lateral, ex-Verdy Tokyo, Urawa Red Diamonds, SC Marítimo (Portugal) e Energie Cottbus (Alemanha), torce para ter condições de jogo. "Quero muito ajudar o Vissel nesta reta final. Jogo até no sacrifício" afirmou o jogador em entrevista ao site J'S Goal. O Departamento Médico do time de Kobe ainda vai avaliar a situação de Soma para definir se ele terá condições de jogar, ou se vai desfalcar o time.